Change Color : DARK LIGHT

Boxe Chinês

PDFPrintE-mail







BENEFÍCIOS

O BOXE CHINÊS ajuda na auto defesa, flexibilidade, agilidade, autoconfiança, disciplina, desenvolvimento mental e o intelectual. Esta arte utiliza socos, chutes, cotoveladas, joelhadas, quedas, projeções e defesas. A luta mais completa em pé, e com a maior perda de calorias.

Cérebro: Eleva a oxigenação do sangue pelo cérebro, melhorando o desempenho das funções cerebrais.
Pulmão: Aumenta o volume de absorção de oxigênio. Sedentários tem capacidade pulmonar de 3 litros. Atleta, de 6 litros.
Coração: Melhora o poder de bombeamento do sangue. O volume do coração poderá crescer em até 50%.
Músculos: Retarda a degradação da musculatura, comum a partir dos 30 anos. Diminui a concentração de gordura.
Articulações: Desenvolve a flexibilidade das estruturas responsáveis pelo movimento.
Ossos: Amplia a capacidade de fixação de cálcio, proporcionando maior densidade óssea.
Sangue: Beneficia a capacidade de recepção de oxigênio. Diminui a concentração de colesterol ruim e eleva a de colesterol bom.
Hormônios: Aumenta a concentração de hormônios sexuais como à testosterona e a progesterona e diminui o nível de hormônio do estresse, o cortisol.
Circulação: Dilata a rede de vaso sanguíneo, o que faz cair à pressão sanguínea.

COMBATE

Os principais elementos de um combate são:
1º - Velocidade (execução)
2º - Força (poder dos golpes)
3º - Resistência (condicionamento físico)
4º - Lucidez (calma e frieza)
5º - Técnica (movimentos perfeitos)
6º - Precisão (exatidão nos golpes)


O Boxe Chinês está divido em 03 modalidades de competição chamadas de SANSHOU / LEITAI / SANDA.


SANSHOU


É a parte integrante das competições de Wushu (Kung-Fu Moderno) e tornou-se importante a partir do campeonato mundial de 1991, neste mesmo ano foi criada uma liga profissional de Sanshou. Ano que foi criada as primeiras regras internacionais de Wushu. Força, garra, luta de contato, são lemas das atividades dessa luta, que teve rápido crescimento e atinge grandes popularidades em todo o mundo.

ORIGEM

Historicamente, a modalidade conheceu sua origem há centenas de anos quando lutas corporais agitavam a China, tanto com as mãos livres, quanto com as armas, os desafios eram realizados sem regras e, na maioria das vezes, resultavam em morte ou ferimentos graves dos lutadores. Os torneios consistiam em fortes combates sem regras nem limites de tempo, realizados sobre uma plataforma elevada a 3 metros do solo. Os lutadores usavam totalmente as suas forças e a luta não terminava até que um caísse fora da plataforma ou estivesse impossibilitado de continuar. Esta forma primitiva de combate é precursora do que hoje se conhece como Sanshou. Assim, o Sanshou coloca em prática todas as técnicas de ataque e defesa. Possui uma longa história e uma grande aceitação pelo público chinês. Os seus primeiros regulamentos foram criados durante a Dinastia Song (960-1279). Com a Revolução de 1911 foi fundada a república, no entanto a China continuava a sofrer das mesmas dificuldades da época do império. No período da república, o Wushu passou a ser associado fortemente ao espírito de patriotismo na China e a sua manifestação prática, o combate, passou a ter um significado especialmente relevante. Várias tentativas de modernização ou inovação foram empreendidas.
Em 1908, a “bravura a mão livre” (quanyong) foi incluída no currículo do Liceu de Educação Física de Chongqing (Chongqing Tiyu Xuetang).
Em 1909 foi fundada em Shanghai a Associação Desportiva Jingwu (Jingwu Tiyuhui), por iniciativa privada. Nela se incentivou a incorporação dos conhecimentos modernos sobre o esporte na arte marcial e a padronização e sistematização tanto das formas (rotinas) como dos métodos de treino e extenso material didático foi publicado. Também se incentivou a utilização de fotografias como ferramenta de arquivo técnico.
Em 1911 foi lançada a versão “Wushu Moderno” (Xin Wushu), incorporando vários conhecimentos do treinamento militar da época e possuía uma subdivisão chamada de “socos e chutes” (quanjiao) em que se permitiam ataques com cotovelo e joelho. No entanto esta versão não durou mais que vinte anos.
Em 1928, a Academia Central de Guoshu da China promoveu a Primeira Prova Nacional de Guoshu, incluindo o torneio de “chutes e socos no tablado” (quanjiao leitai). Outras provas foram promovidas subsequentemente. Com o desenrolar da guerra de resistência contra a invasão japonesa, esta academia perdeu força, vindo a se fechar às vésperas da Libertação (Revolução de 1949). Os maiores méritos da Academia Central foram as tentativas de se enquadrar o Wushu (inclusive o combate) em moldes modernos, com regras de competição e protetores, promover o desenvolvimento e a difusão do Wushu através do apelo de patriotismos e a participação maçissa dos militares que trouxe muita vitalidade e objetividade à parte aplicada. Várias academias oficiais também foram fundadas nos anos de 1930 e 1940 nas províncias, tendo algumas delas desempenhado um papel de importancia na história do Wushu, sempre com ênfase em combate.
Em 1929, nas regiões administradas pelos comunistas na China, se fundou um órgão responsável pela promoção do Wushu, incluindo a modalidade de combate.
Após a Revolução de 1949, o regime nacionalista da China se refugiou para a província insular de Taiwan, onde, como tradição herdada da Academia Central e suas filiadas, a aplicação prática do Wushu sempre foi muito valorizada. Em 1956 se realizou o primeiro campeonato da pós-revolução na região sob administração nacionalista e o torneio de combate sempre foi parte principal destes campeonatos que duram até os dias de hoje. No entanto, em função de considerações técnicas e estratégicas adotadas, os regulamentos sempre tiveram preocupações excessivas, e por isso inadequada de acordo com a opinião de uma boa parcela de pessoas, limitando o desenvolvimento pleno desta modalidade.
No Sudeste Asiático, também como influencia da Academía Central da China, de Taiwan e de Hong Kong, houve uma tentativa de se promover a modalidade de combate através de torneios internacionais sob o nome de “leitai”. O primeiro evento aconteceu em 1969 e o esforço seguiu ao longo dos anos de 1970. Também o receio de acidentes restringiu bastante seu desenvolvimento duradouro. Outros fatores limitaram o sucesso desta iniciativa, eles teríam sido a ausência de apoio e reconhecimento oficiais, custo relativamente alto das despesas de viagens internacionais comparado ao poder aquisitivo da época e o fato do evento ter sido promovido entre países e regiões com uma população total relativamente pequena.
Na parte continental da China, após a Revolução de 1949, se realizou primeiro campeonato nacional de Wushu em 1953, do qual a prova de Sanshou fez parte. No entanto, na segunda metade dos anos de 1950, em conseqüência de um acidente mortal num torneio de boxe, se decidiu que os torneios das modalidades de contato sejam suspensos temporariamente. Em seguida esta região da China se envolveu em conturbações políticas que duraram até 1976 e as atividades desportivas e de artes marciais praticamente foram paralisadas. Em 1978 as autoridades decidiram retomar as atividades de Sanshou e, no ano seguinte, três entidades de ensino superior reiniciaram os trabalhos de pesquisa e ensino de Sanshou. Em 1979 houve um campeonato com caráter de demonstração. Em 1981 se iniciou o trabalho de elaboração do regulamento de Sanshou junto com um campeonato experimental. Estes campeonatos prosseguiram por alguns anos. A primeira versão deste regulamento foi adotada oficialmente em 1983. Em 1985 se realizou o primeiro campeonato de Sanshou da Polícia Militar da China, que se prosseguiu em eventos anuais. Em 1987 Sanshou se tornou modalidade reconhecida pelo Comitê Nacional de Esportes da China.                                                                                                                                                                                                                      
Fora da China, principalmente nos países do Ocidente e do Sudeste Asiático e desde o fim da Segunda Guerra Mundial, o Wushu sempre esteve presente como modalidade amadora, tendo sido introduzido pelos imigrantes de origem chinesa. A aplicação prática, neste caso, permaneceu dentro dos conceitos populares da época em que seus introdutores saíram da China e era fortemente influenciada pelo regionalismo que predominava em cada caso. Estes conceitos não necessariamente eram objetivos ou científicos e vieram a sofrer mudanças mais significativas somente no fim da década de 1980 quando a China tomou a iniciativa de promover Wushu a nível internacional; mesmo assim a mudança não foi genérica.
Em 1988, se realizou o Primeiro Festival de Wushu da China e o Terceiro Campeonato Internacional Invitacional de Wushu em Hangzhou, China, durante o qual a prova de Sanshou contou com a participação de atletas provenientes de 15 países. O Brasil participou através da Academía Sino-Brasileira de Kung-Fu. Em 1989 se realizaram o Primeiro Campeonato Nacional de Sanshou na China e a prova de Sanshou em Estocolmo como parte do Terceiro Campeonato Europeu de Wushu. Em 1991 Sanshou foi modalidade de demonstração no primeiro Campeonato Internacional de Wushu em Beijing e em 1993 passou a ser modalidade oficial no segundo Campeonato Internacional de Wushu, em Kuala Lumpur. A primeira Copa Mundial de Sanshou se realizou em 2002, em Shanghai. Em 2001 a China iniciou edições anuais de Kung-Fu Super King, um evento profissionalizante, no qual muitos atletas estrangeiros de outras artes marciais lutaram sob convite.
Ao combate de Wushu sempre se atribuíam quatro tipos de técnicas de ataque, a saber: o bater, chutar, projetar e imobilizar e a defesa contra estas. Apesar da ênfase mais ou menos acentuada sobre parte delas em períodos diferentes e da formação de uma modalidade separada somente de quedas, estas técnicas permanecem como a essência de Sanshou, complementadas por esquivas e pelo resultado de treinos para o aumento de fôlego e resistência a golpes. Atualmente a imobilização não é permitida na maioria das versões de torneio de Sanshou. Além das técnicas, há outros ingredientes considerados primordiais: velocidade, precisão e potência.
Desde cedo se discutiu muito e analisou a adoção ou não de protetores e o tipo a ser adotado. Na Primeira Prova Nacional, não se usavam protetores no torneio de “leitai”, no entanto na Segunda Prova Nacional o protetor já haviam sido adotados. Variados tipos de equipamentos foram experimentados ao longo do tempo e hoje, dependendo da modalidade, se adota um ou outro. Pode-se afirmar que a versão mais difundida de Sanshou, em vários aspectos (organizacional, técnica, de regulamento, participação e difusão etc.) é a da Internacional Wushu Federation-IWUF e da Copa Mundial de Sanshou, enquanto as versões adotadas pelo Kung-Fu King e Art of War na China, eventos profissionalizantes, são as mais evoluídas. A primeira usa ringue aberto, capacete aberto, colete, luvas inteiras, protetor de dentes, e coquilha. A segunda adota ringue cercado, luvas inteiras, coquilha e protetor de dentes enquanto o último, já no âmbito de MMA, adota apenas luvas com dedos expostos e protetores de dentes.
Com o esforço contínuo para aperfeiçoamento empenhado pela corrente principal liderada pela IWUF e suas afiliadas, com a interação cada vez maior do Sanshou com outras modalidades de contato e com a inclusão de conhecimentos modernos de ciências tais como biomecânica, medicina e administração, o Sanshou busca um caminho de evolução saudável e duradouro que o transforme numa combinação racional de arte milenar chinesa e modalidade moderna. Este esforço só terá sucesso se a criatividade, bom senso, respeito à tradição, senso de responsabilidade e conhecimento acadêmico desempenharem seu devido papel.
A inclusão do Wushu como evento paralelo nos Jogos Olímpicos de Beijing em 2008 é um reconhecimento do esforço que a comunidade de Wushu vinha fazendo ao longo de muitos anos e constitui um grande incentivo. O Brasil esteve sempre presente a partir do primeiro momento em que tais esforços entraram no campo internacional. A Confederação Brasileira de Kung-Fu/Wushu está determinada a seguir trilhando o mesmo caminho que seus fundadores optaram, trabalhando em conjunto com a IWUF em prol do Wushu.

REGRAS

As regras no SANSHOU se diferem do KUOSHU por não existir a permissão de deferir golpes com os cotovelos e joelhos no adversário sendo permitidos somente chutes, socos, quedas e arremessos. Em uma luta dentro de um torneio o lutador pode vencer tanto por nocaute como por pontos, 02 rounds de 02 minutos cada por 01 minuto de descanso, seguido de um terceiro round em caso de empate.

LEITAI

É a parte integrante das competições de Kuoshu (Kung-Fu Tradicional), que passou a uma adaptação de regras já que seu passado as mesmas não existiam, passando-se a adaptações de regulamentos em contexto militar, tais como o uso de luvas. Neste ambiente era realizado um evento competitivo entre soldados que visava testar e praticar suas habilidades e técnicas marciais. É uma forma de se manter a tradição, com regras, pelos grandes mestres de Kung-Fu.

ORIGEM

Em uma tentativa de revitalizar as tradições e a cultura chinesa, em 1928, três generais do KMT, chamados, Chang Chi-Chiang, Li Cing-Lin e Fung Chu-Chiang organizaram a primeira Competição Nacional de Artes Marciais, em Nanjing. A competição foi baseada no Leitai e as regras eram simples:

Não valia ataques aos olhos, à garganta e nas partes baixas (genitais).
No mesmo ano (1928), o Governo Republicano (KMT) estabeleceu o Instituto Central de Kuoshu, em Nanjing. O propósito era promover as Artes Marciais Chinesas a um nível nacional. Foram convidados alguns dos maiores Mestres ainda vivos e os vencedores da competição de 1928 para criar um currículo padrão para ensino e disseminação das Artes Marciais Chinesas nas academias provinciais de Kuoshu.
A idéia do Kuoshu não era de se ter um método de luta chamado "Kuoshu" e sim criar um evento no qual todas as Artes Marciais Chinesas poderiam participar usando as técnicas inerentes de seus sistemas (conforme as regras). A idéia é que, se todas as Artes Marciais Chinesas são usadas para a luta, elas podem lutar uma contra a outra em um evento que tem regras para manter os atletas fora de "perigo" (isso é o equivalente de um MMA Chinês).
A vista é que isso desenvolveria as Artes Marciais Chinesas a um ponto que ela seria tão competitiva em uma arena de luta quanto o Boxe Ocidental ou o Karatê. Outras regras que começaram a se desenvolver foram para Tao Lu (formas coreografadas), lutas com espadas e lutas com lanças. A esperança era que com tempo esse grupo de regras poderia ser refinado para uma eventual participação nas Olimpíadas.
O Programa Nacional de Kuoshu foi descontinuado durante a Segunda Guerra Mundial para focar em sua luta contra o Japão. O Instituto Central de Kuoshu teve que ser movido de Nanjing no início da guerra e mudou de local quase todos os anos durante a guerra. Em 1946, O Instituto retorna a Nanjing, mas seu movimento de volta foi praticamente simbólico. A guerra deixou o instituto sem um escritório, sem atividades e sem fundos. Dois anos depois, em 1948, o instituto foi fechado.
Com o KMT recolhido em Taiwan depois da derrota para os comunistas em 1949, o conceito de Kuoshu cresceu em Taiwan durante a década de 50 e 60 com competições sendo sediadas primeiramente em Taiwan e depois por toda a Ásia. Assim, o Kuoshu foi incluído nos Jogos Asiáticos. O movimento continuou a se desenvolver, tanto em Taiwan, como também em Hong Kong, Macau, Malásia e Singapura, com lutadores Chineses de Artes Marciais Chinesas continuando a desenvolver os seus métodos de luta não só entre as outras Artes Marciais Chinesas, mas também em lutas contra Muaythai, Khmer Boxing, Karatê, entre outros. Foram nesses encontros que as academias de Artes Marciais Chinesas cresceram muito em termos de combate, pois começaram a abandonar muitas noções "floreadas" de luta e concentraram na simplificação da execução de seus métodos.
Nos anos 70, o equipamento começou a ser mais regulado para luta e nessa época em Taiwan apareceu um grupo, os quais apelidaram de "Buji" (lutadores), pois não treinavam Artes Marciais Chinesas (eram militares que treinavam Judô e Karatê), mas competiam nos campeonatos de Kuoshu. Com a entrada dos "Buji" nos campeonatos, as Artes Marciais Chinesas tiveram que novamente repensar suas estratégias. Com isso houve a regra que para competir em Lei Tai (luta em plataforma) tinha que fazer Tao lu (um de mão e um de arma) para qualificar para o evento de Lei Tai.
No fim dos anos 70 e início dos anos 80, começou a era de lutar com luvas de lona (não acolchoadas) e experimentaram entre ter e não ter golpes na cabeça (essa prática acabou no campeonato mundial de 1986). No final da década começaram a experimentar de novo com equipamento e foi aqui que o capacete com grade e a luva sem dedo foram introduzidas. Novamente, a idéia era refinar as regras da luta, mas deixar o treino de luta para as academias individuais, com seus próprios métodos e estratégias. No final dos anos 90 aboliram o método de "cinco segundos do primeiro golpe", na qual após o primeiro golpe desferido os lutadores tinham cinco segundos para trocar golpes e depois separava a luta e pontuava. Com isso a luta ficou muito mais fluente e houve, novamente, a oportunidade das Artes Marciais Chinesas crescerem. Nos últimos anos a The World Kuo Shu Federation (TWKSF) continuou a refinar as regras e especialmente o treino de árbitros e juízes. Nesses anos todos, muito do que foi importante ao movimento de Kuoshu foram às regras de combate e por isso muitos pensam que Kuoshu é um método de combate, porém não é simplesmente é um grupo de regras para que qualquer Arte Marcial Chinesa possa participar e crescer.

REGRAS

As regras no KUOSHU diferentes do SANSHOU é a que mais se aproxima de uma situação de combate real, permitindo um contato amplo entre os oponentes com chutes, socos, cotoveladas, joelhadas, quedas e arremessos. Em uma luta dentro de um torneio o lutador pode vencer tanto por nocaute como por pontos, 02 rounds de 02 minutos cada por 01 minuto de descanso, seguido de um terceiro round em caso de empate.

SANDA

Esta arte marcial tipo full-contact foi desenvolvida originalmente pela milícia chinesa na década de 1960. O Sanda emprega golpes de chutes, socos, cotoveladas, joelhadas, quedas, defesas e projeções (técnicas para derrubar e submeter o adversário ao solo). É a parte profissional dos praticantes de SANSHOU e LEITAI para os que desejam galgar maiores desafios, pois ambas são amadoras. Sendo disputado em um ringue similar ao de boxe, mas com dimensões maiores usando apenas luvas, coquilha e protetor bucal. Na China celebra-se um evento grandioso denominado de “The King of Sanda” traduzindo significa O Rei do Sanda. Alguns lutadores de Sanshou já participaram de algumas competições de luta muito conhecidas no mundo como K-1 e shoot boxing, mas não dos torneios do “O Rei do Sanda”. O termo Sanda que significa “luta livre”, é uma forma moderna chinesa de combate mão-a-mão, é mais antigo e de uso mais comum, quando o governo chinês formalizou e padronizou as artes marciais usou oficialmente o termo Sanshou para designar este aspecto, posteriormente voltando a usar o termo Sanda. Após a guerra da Coréia onde enfrentou diretamente as tropas americanas o governo chinês percebeu a necessidade de investir em pesquisa e desenvolvimento visando o melhor treinamento de seu exercito e incumbiu ao general Peng Dehuai o comando da pesquisa onde além de especialistas em Artes Marciais de toda China também participassem médicos, educadores físicos, e demais pessoas relacionadas a atividades físicas e saúde. O novo sistema deveria observar 03 critérios:
Simplicidade; Combate direto; Efetivo contra oponentes mais fortes.
Quase que paralelamente ao Sanda militar se desenvolveu o Sanda civil e competições clandestinas que acabavam com sérios danos aos competidores que eram quase que um vale tudo ao molde dos primeiros UFCs.

Para assistir um video e conhecer mais sobre esta modalidade click AQUI.

?????, ??????????? ???????? ?????? ? ???????.

???????, ????????, ????????? ?? ??????????? ??????? ? ????? ??????? ?? ????????? ????? ???? ?? ???? ?????????.

?? ?????? ? ???????? ?????, ??? ?? ??? ?? ?????? ????????? ?????? ??????, ??????????? ?????, ?? ????????? ?? ?????.

?????????? ???? ??????? ?????? ????? ???????, ? ???????? ?????????????? ??? ???? ???? ??? ??????? ?? ??????; ??? ???? ???????? ????????? ?????? ??????? ???? ????????? ? ????????? ?????? "??????? ???? ????? ?????"??????, ???? ??????????? ??? ???????.

? ??? ????? ?????? ? ?????, ????? ?????? ????? ????????.

? ??????????? ?????? ???????? ???????? ????????? ? ?? ??????.

? ?????? ???? ? ????? ? ?????? ? ??? ???? ?????, ??? ?? ?? ????? ?????? ?? ???????.

?????? ?? ????????????? ?????? ?????????, ???????? ??? ????? ?????????, ? ??????, ??? ?????????? ????????? ??? ???????????, ??????? ????? ? ??????? ????????????? ??????? ?????????.

???? ?? ?????? ??????? ?????? ? ????????, ???????? ???????.

????? ????, ??? ?? ???????? ??????, ???? ?? ????????????????? ????? ????????? ??????????.

???? ???????? ???????? ?? ????, ? ?????? ???? ?????? ???????, ? ????? ????? ???????? ????? ??????? ??? ??????.

???, ??????? ????????? ?????????, ? ? ????? ?????? ????? ???????? ???? ????????? ??????????.

?? ????????? ??????, ? ????? ????, ????? ???? ??? ??????.

?????????? ????? ????????? ????????? ???????????? ?????????? ???? ?????????? ? ?? ????????? ????????? ? ??????????? ????????.

????????? ? ??????????? ???????? ?????.

??? ?? ? ?????????, ? ??? ?????? ??? ?????? ????? ???????.

?????, ????????, ? ?????????? ???? ????????.

?????????? ?? ?? ?????????, ??? ?? ??????? ?????? ????????????.

????? "??????? ??????????????: ???????"??? ??? ?????, ? ??????-?? ??? ???.

?????????? "?????????"????????? ????? ???? ???.

x x x ?? ????????? ???? ? ?????? ????? ???? ????? ???? ??????, ??? ?????? ?????? ????? ???????????? "??????????. ?????? ? ?????? 4-5 ???"????? ?????? ?? ???? ??????????? ???????.

??? ?????? ??????, ????? ? ???? ? ?????? ???-?????? ??????????.

? ????? ??????? ????????? ???? ???? ?????? ?, ?????? ??? ????????? "????????? ? ??????????/????????? ??????"??????? ????? ???????????, ????????? ??? ? ???? ??????? ?????????? ?????, ?????? ??????? ???? ???????? ??????? ? ??????, ? ???????????? ??????????? ??????????????.

????? ????? ?????? ??? ?????? ??????.

? ?????? ???, "IBM SPSS Statistics 20 ? AMOS: ???????????????? ?????????????? ?????? ??????"??? ???, ????? "??????? ?? ?????????????? ??? ??????????? ? ????"??? ????????, ????????? ?????, ????????? "??????? ? ????????"????? ??????, ?? ??? ???? "????????? ??????????, ????????? ??????????"??????????.

???? ?????? ???????? ?????????? ? ??????????? ?????; ?? "???? ? ???????. ??????? ??????????? ???????????????"??????? ????? "?????? ? ???????? ? ????????"????? ?????????? ??????? ? ?????.

??? ????????? "?????? - ???? ??????. ????? ?? ??????"???????? ????????? ?? ??????????? ?????.

????, "???????? ? ??????. ????? ??????????? ?????"? ????? ????, ?? ????????????? ????????? ?? "???? ?? ?????????. ???? ?? IBM"?????????, ???? "?? ??? ?????? ???????"? ??? ?????.

????? ??????? ???????, ????? ??????? ? ?????? ??? ???????.

?? ????????? ?????????? ???????.

??? ?????? ???? "??????????? ??????? ?????????" ??? ??????? ?????????, ?????? ????? ???? ???????????.

?????? ? "??????????? ??????? ???????" ?????? ????? ?????? ???????????, ??????? ?????? ??????? ???????? ???????.

?????? ????? ? ?????????? "??????? vkracker 6 black edition" ?????? ?? ????, ??????????? ? ????? ??????, ????? ?? ?????????? ???????.

??? "????? ?? ??????????? ??? ???????" ???? ?? "??????? ???????? ??? ????" ????????? ????????????? ? ?????? ??????????, ?????? ????.

? ??????, ????? ???????, ????? "?????????? ???????? ?????????? ????? ???????" ?????????? ????? ??????? ?? ??? ?????? ? ?????????.

?? ??????? ????????? ?? "????? ? ??? ???????" ????? ??????, ????????? ? ??????, ?? "????? ?????? ???????" ??? ?? ???????, ??? ????? ??? ?? ????? ???????? ????? ??????? ? ???????? ?????????, ????? ???????????.

???????????? ???????? ?????? "??????? ????? ????????? ????? ?????"???????? ??? ????????????, ??? ??? ? ??????? ????? "???? ?? ????????? ??? ? ????? ???????"???????????? ?????????? ??????, ??????? ??? ???????? "??????? ????? ??? ???????? ????????"???????? ???????? ? ???, ??? ?? ????????? ???????? ?? ????????????? "????????? ??????? ?????"??????.

? ??, ??? ? ???????? ???? ??????, ??????? ???????-???????? ? "??????? ???? ?????? ??????? ?????? ?????? ????? ???????"???????.

?????? ???????? ?????? ???????? ?????.

?? ????? ? ??????, ?? ??? ? ?? ????? ?? ??????.

??? "??????? ???? ????? ?????"??????? ??????, ??????????? ? ???? "????? ? ??????? ???????"?????? ?????? ???????, ???? ??-?????? ???? ?? ?????.

??????? ??? ????? ??????? ? ???, ??? "??????? ????? ??? ????????"???????? ??? ??????? ?? ??????????? "??????? ???? ?? ??????"???????, ?? ??? ?????????? ??????? ?? ????? ?????? ????.

???, ???? ??? ? ???? ??? "?????? ???? ????? ??????? ???????" ??? ?? ????????? ?????????.

???, ?????, ???????, ????? "??????" ?? ???? ?????????? ???????????, ??? ??? ?????.

??????? ? ?? ???? ???????, ??? "?????? ?????????? ??????" ? ?? ?????????????? ?? ????? ???????.

????, ? ????? "?????????? ?????? ??.1 ??????? ????? ????" ?? ???????? ??????? ? ???????? ??? ?? ????.

?? ??????, ??? "?????? ???????????? ? ?????? ?? ??? ?????? ?????" ? ???? ??? ????????? ??????????, ? ?????????? ??, "?????? ??????????" ??? ?? ??? ???? ????? ??????? ?? ????? ????, ??????? ??? ?????? ?? ???? ?????? ?????? "??????????? ?????????..." ? ??????.

?????, ??????????? ?? ?????? ? ????? ?????, ?? ? ???????????? ??????? "??????????? ??????????????? ? ????????????? ?????????" ????? ????????? ?? ?????, ?????????? ? ?????? ?????, ? ???? "??????? ?????" ????? ?? ??? ? ????????? ??????, ??? ??? "?????? ?????? ?????? 3 ??." ?????? ??? ????? ?'?????? ? ????????.

??????????? "??????? ????????????? ?????" ?? ? ?????? ?????????????? ? ??? ??????, ??? ??? ?????????? ? ???? ???????.

????????? ?????? ?????? ?????? ??????????????? ????, ??? ????? ?????? ????? "?????? CD ? DVD ? Nero 7" ?????????????, ?? ?? ???????? ????, ???? ???? ?? ??? ???? ? "????????? ??? ????" ????????????? ?????? ????? ???????? ?? ?????.

????? ? ?????? ????? ? ??? ???????? ?????????? ????????, ?????? ?? ?? ???????? ???????????, ? ?? "???????? ????????????? ??????-??????? ??????? 1937-1945" ??????, ??? ?? ???? ??????? ?????? ????? "?????? ?????? ????????" ??????? ????????, ?? ????????? ? ???????????????? ????????.

???? ? ??? ???? "???? ? ????? 1 ????? ????????" ????????? ? ??????? ???, ??? ?????? ???? ?????????? ?????, ?????? ???? ????????? ? ??????? ????, ?? ????? ???? ???????? "???????? ???? ??? ????? ? ?????" ?? ????? ?????????, ?? ???????, ???? ???????, ? ????? ????? "???? ????" ?????????? ????????? ???-?? ????? ????.

? ?????? ?? ????????? ?????????, ???????? ??????? ???????? "????? ?????" ????????, ????????????? ? ??????? ????? ? ??????, ?? ??? ?????? ???????? ? ?????? ????? "??? ???????????" ??????? ????? ???????? ????????.

?? ??? ?? ?????? ??????, ???? ?? ? ???? ?? ???? ???????? ????????.

??, ?????, ? "???? ??????????????? ????????" ????? ?????? ???, "???? ?????? ??????? ????? ???????" ????? ??????? ????????.

?????? "??? ??????? ????????" ? ?????? ????? ? "????? ? ???? ???????? ???????" ???????? ??????? ???????????? ???????? ???? ????????? "pink floyd the wall ??????? ???????" ? ?????? ? "??? ??????? ??????? ??????????" ???? ???? ?????? "?????????? ????????? ??? ????????? ????? ???????" ??????.

? ??? ?????? ???, ? ? "crazy ??????? ????????" ??? ??????.

?????, ? ??????? "???????? ?? ?????????? ????? ?? ???? ??????" ???-?????? ??????.

??? ????????? ???? "?.?????? ????? ? ??? ??????? ??????? ??????????" ???????? ? ?????????????.

? ???, ????? ??????? ????? ?????, ?????? ? ??????.